Beer Trips/Degustação/Mundo Cervejeiro

Degustação com John Keeling, da Fuller’s

John Keeling, o principal mestre cervejeiro da Fuller’s, está no Brasil para uma série de eventos, entre eles uma degustação que rolou no pub O’malley’s no dia 09 de junho. A convite da importadora Boxer Brasil, tivemos o prazer de acompanhar tudo de perto.

[relembre a visita que o QNFM fez a cervejaria]

O mestre cervejeiro começou contando um pouco da cervejaria, fundada em 1845. Ele explicou que a Fuller’s é ao mesmo tempo tradicional e moderna, já que apesar de manter algumas tradições e receitas antigas, está sempre buscando inspiração para trazer novidades ao mercado.

quenaofaltemalte_degustacao_fullers_john

Tivemos então o prazer de degustar 5 cervejas fantásticas com os comentários enriquecedores do cervejeiro.

A primeira delas foi a Frontier Craft Beer. A inspiração desta lager de personalidade e caráter único veio do estilo alemão Kölsch. Com corpo leve e 4,5% de teor alcoólico, a cerveja tem notas de especiarias e é muito refrescante.

quenaofaltemalte_degustacao_fullers_frontier

Falando sobre refrescância, John comentou que quanto maior o seu teor alcoólico, a cerveja “lose the ability to refresh, and gain the ability to satisfy” (perde a habilidade de refrescar e ganha a habilidade de satisfazer).

Seguimos para a degustação da Chiswick Bitter, cujo nome veio da área de Londres onde fica a cervejaria. Com 3,5% de álcool e drinkability altíssima, a cerveja apresenta características marcante de lúpulos. Ela foi servida com o tradicional prato inglês Fish’n’Chips, e a harmonização se deu com a cerveja refrescante ajudando a limpar o paladar da fritura.

quenaofaltemalte_degustacao_fullers_chiswick

Questionado se a cerveja chegaria boa no Brasil, John explicou que ela é melhor quando mais jovem, mas que espera que não haja nenhum problema com a importação. E engatando neste assunto, ele falou sobre um tema muito importante e polêmico das cervejas especiais: a consistência de uma cerveja em seus diferentes lotes.

Great drinks have personality – e fez uma comparação que achei muito interessante: uma pessoa, por exemplo um amigo seu, tem a sua personalidade. Mas você pode encontrá-lo num dia que ele esteja ranzinza, e outro dia que ele esteja super de bom humor. A personalidade dele não muda, mas algumas características sim. E a mesma coisa acontece com uma cerveja.

A terceira cerveja degustada foi a Gales HSB, que foi a minha favorita da noite. De aroma e sabor bem complexos, com notas cítricas, de frutas vermelhas e frutas secas, teor alcoólico 4,8%. Uma delícia!

quenaofaltemalte_degustacao_fullers_hsb

Foto: Ulisses – What the Food

John também falou um pouco sobre a inspiração para criar novas cervejas, que às vezes vem do cervejeiro, outras vezes pode vir até do time de marketing. “The first thing to design a beer is having an inspiration“ (a primeira coisa ao criar uma cerveja é ter uma inspiração). Como exemplo temos a sazonal Two Halves, uma Golden Ale criada em comemoração à Copa de Mundo com lúpulos dos 5 continentes do mundo.

A próxima cerveja degustada foi a Wild River, uma Pale Ale com apenas lúpulos americanos (Liberty, Willamette, Cascade and Chinook) e teor alcoólico 4,5%.

quenaofaltemalte_degustacao_fullers_wildriver

Foto: Ulisses – What the Food

Perguntamos a ele se os ingleses aceitam bem os lúpulos americanos, já que eles são tão tradicionalistas. Ele me disse que sim, que não há preconceito, e que curiosamente achou uma receita da Fuller’s de 1891 que já usava lúpulos americanos.

Para fechar com chave de ouro degustamos uma Imperial Stout de edição limitada, com teor alcoólico 10,7%. A curiosidade aqui são as pétalas de rosa na receita, adicionadas durante a fermentação. Harmonizada com uma cheesecake com calda de morango, foi uma finalização honrosa de um evento muito bem conduzido.

quenaofaltemalte_degustacao_fullers_imperialstout

Foto: Ulisses – What the Food

quenaofaltemalte_degustacao_fullers_garrafas

Foto: Ulisses – What the Food

Além das degustações deliciosas, foi um grande prazer escutar as histórias de John Keeling. Agradecemos o convite da importadora Boxer e brindamos com o presente especial recebido: Fuller’s Past Masters Old Burton Extra.

Cheers!

///

quenaofaltemalte_giselle_russano

Gisele Russano é Sommelier de Cervejas e Mestre em Estilos, criadora da “Beer Tasting – experiências degustativas com cervejas especiais”

Conheça a Fan Page ‘Beer Tastings editada por Gisele Russano
 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s